X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Advocacia na era digital é tema de evento no Fórum da Leopoldina

D'Acordo apresenta experiência com resolução on-line de conflitos

Por Mariana Faria | Comunicação D'Acordo Mediações dia em Blog

Advocacia na era digital é tema de evento no Fórum da Leopoldina
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

No momento em que o Direito passa por um processo de transformação digital,  advogar deixa de ser uma rotina profissional restrita tão somente a processos e audiências. A eficiência tecnológica possibilita ao advogado otimizar o seu tempo e destiná-lo em tarefas que demandam capacidade de gestão e análise estratégica. Esse novo perfil da profissão foi traçado no evento "Novos Cenários para a Advocacia", realizado na Casa da Família do Fórum da Leopoldina, no Rio de Janeiro. A convite do Tribunal de Justiça carioca, a D'Acordo participou da mesa de diálogo sobre o sistema de justiça multiportas. 

A abertura do seminário foi feita pelo juiz coordenador do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC) da Leopoldina, Carlos Alberto Machado, que reforçou a importância de se resolver conflitos por métodos alternativos, a exemplo da mediação, introduzia pela Lei nº 13.140/2015. Machado lembrou que todo momento de mudanças causa certo receio, o que deve ser encarado com naturalidade. “Estamos conversando, refletindo, trocando informações sobre mediação, o que mostra que esta cultura veio para ficar”, complementou.

À plateia de advogados e mediadores, a CEO da D'Acordo, Emanuelly Castro, apresentou a solução de conflitos digital da legaltech mineira: um Totem que permite a negociação por videoconferência entre consumidores e empresas. Em sua palestra, Castro esclareceu que o dispositivo tecnológico é voltado para demandas de consumo que são repetitivas e de baixa complexidade, porém não se exclui a participação de advogados naquelas já judicializadas. Ainda segundo a CEO, o futuro da solução de conflitos será on-line. 

Para a coordenadora de comunicação da D'Acordo, Mariana Faria, vivemos a quarta onda de acesso à justiça, na qual os métodos eletrônicos tornam possível vencer, de forma inédita, diversas barreiras que tornam o processo caro e moroso e que não foram resolvidas pelos demais meios adequados. "A Online Dispute Resolution (ODR) diminui custos e distâncias, torna a solução de conflitos mais eficiente e, ainda, ajuda a prevenir novos conflitos", garantiu Faria. 

A busca por eficiência vai impactar, inclusive, no modo de precificar os serviços jurídicos. De acordo com Gevalmir Faciroli, da ANMA Núcleo de Mediação, hoje os advogados não valorizam a cobrança de honorários em virtude da entrega de um resultado mais célere. "O chaveiro, por exemplo, cobra mais caro de um cliente em razão da urgência para resolver o problema. Já os advogados fazem o contrário: precificam apostando no método de solução mais demorado, que é a Justiça", disse.

A presidente da OAB Leopoldina, Talita Menezes, reconheceu que a cultura jurídica no Brasil ainda é marcada pelo "advogado bom de briga" e, consequentemente, por altos índices de litigância. Contudo, Menezes defendeu um novo olhar sobre os métodos adequados de solução de conflitos com base em uma mudança de paradigma que preza pela advocacia colaborativa - que já é realidade nos Estados Unidos. 

Racionalizar esforços nesse novo cenário é o que tem feito o Fórum da Leopoldina, que já possui uma experiência on-line bem-sucedida, coordenada pelo juiz André Trednnick. Na Casa da Família, as audiências de divórcio são feitas à distância por chamadas de vídeo. A ideia de utilizar a internet para realizar as sessões de mediação surgiu por causa de problemas relacionados com a violência na região, que impedia o comparecimento das partes, bem como dificultava intimações e citações. Com uma simples câmera e com o aplicativo apropriado, já é possível adentrar à revolução 4.0 e oferecer acesso digital à justiça.

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: